• Bambuí, 18 de Janeiro de 2022

Homem mata suspeito de estuprar a filha dele e corpo é encontrado carbonizado em MG

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem de 51 anos foi preso suspeito de matar um conhecido, de 48. A vítima estava desaparecida desde 27 de outubro e o corpo dela foi encontrado carbonizado, em Varginha, no Sul de Minas, ontem (8). A filha do autor do crime teria sido estuprada pelo homem assassinado.

De acordo com a Polícia Civil, a filha do suspeito revelou que durante dois anos foi abusada sexualmente pela vítima. A garota foi violentada dos 12 aos 14 anos e isso pode ter motivado a retaliação por parte do pai dela. Além da jovem, a mãe dela também foi ouvida.

O sumiço do homem começou a ser investigado após a esposa dele procurar a delegacia e relatar que o companheiro havia desaparecido. A mulher disse que o suspeito do crime também estava sumido e isso despertou suspeita nos policiais.

Durante os trabalhos de investigação, gravações de câmeras foram analisadas. As imagens mostraram o suspeito indo com a vítima em carros diferentes até a casa da companheira dele.

Em pouco tempo, o investigado deixa a residência e coloca o carro de ré para possivelmente colocar o corpo da vítima na traseira do veículo. Logo depois, o homem não é mais visto.

A perícia técnica compareceu ao local do crime e exames constataram grande quantidade de vestígios de sangue no imóvel, mesmo depois de o local ter sido limpo.

Prisão
O suspeito foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), em Ipatinga, na região do Vale do Aço, no último domingo (7).

O corpo da vítima foi encontrado carbonizado dentro de um automóvel nas proximidades da cidade de Machado. O município fica a 70 km de Varginha. A polícia conseguiu localizar o paradeiro da vítima após ouvir testemunhas, uma delas uma suposta amante do apontado pelo crime.

A mulher revelou ter dado carona para o investigado entre as cidades de Paraguaçu e Machado. Ela ressaltou que não tinha conhecimento do envolvimento do homem com o crime.

A Polícia Civil segue investigando o caso. O suspeito será ouvido pelas autoridades.


Compartilhe: