• Bambuí, 22 de Abril de 2021

Novo auxílio emergencial começa a ser pago em abril

Foto: Agência Brasil/ Marcelo Casal Jr

O governo federal deve anunciar nesta quarta-feira (17) uma Medida Provisória com detalhes sobre a nova rodada do auxílio emergencial

A previsão é que o a nova rodada comece em abril e que dure quatro meses, podendo atingir 45,6 milhões de pessoas. Novos valores foram divulgados para essa etapa e irão seguir as seguintes regras:

O valor de R$ 150 é o menor valor que será pago as famílias na nova prorrogação do auxílio emergencial. Receberá esse valor as famílias compostas por apenas um único membro.

O valor de R$ 250 será o valor mais comum, que será pago para a grande maioria dos beneficiários do auxílio emergencial. Isso porque o valor é destinado para as famílias que possuam dois ou mais membros.

O valor de R$ 375 é o maior valor pago na nova prorrogação do auxílio emergencial e será destinado as famílias em que as mães são chefes do lar. Diferente do ano passado onde as mães recebiam o benefício dobrado, este ano o valor recebido será 50% maior do que o valor médio que será pago de R$ 250.

Segundo o governo federal os novos pagamentos do auxílio emergencial não vão contemplar novos beneficiários, o pagamento será destinado exclusivamente aos cidadãos que já receberam o auxílio no ano passado.

Desde o dia 14 de março, os usuários do aplicativo Caixa Tem, o que inclui beneficiários do auxílio emergencial e do Bolsa Família, foram orientados pela Caixa a realizar a atualização do cadastro no aplicativo. Esta atualização cadastral está ocorrendo de forma escalonada, obedecendo um calendário, de acordo com a data de aniversário do beneficiário para evitar vários acessos simultâneos

A atualização pode ser feita inteiramente pelo celular, não sendo necessário que o beneficiário se desloque até uma agência do banco. Ele deve acessar o aplicativo e seguir as orientações, clicando em "Atualize seu cadastro". Ao clicar, a Caixa pede foto do beneficiário e documentos pessoais.

A Caixa explica que esse procedimento de atualização cadastral deve garantir uma segurança a mais e evitar novos golpes, além de verificar quais pessoas que receberam o benefício em 2020 perderam direito aos pagamentos nessa nova rodada.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS