• Bambuí,

Consulta pública sobre a bacia hidrográfica do Rio São Francisco

Foto: Reprodução

Cuidar da bacia da nascente do Rio São Francisco. Esta é a proposta básica do Plano Diretor de Recursos Hídricos (PDRH) e o Enquadramento dos Corpos de Água (ECA) para a Bacia Hidrográfica dos Afluentes do Alto São Francisco, que terá a participação popular nos dias 23 e 25 de fevereiro.

A consulta pública será feita em ambiente virtual e por meio do canal do Youtube. O link será divulgado em breve para o acesso à consulta. A presença da sociedade nos debates é fundamental para a consolidação de políticas públicas capazes de promover uma gestão democrática e descentralizada dos recursos hídricos existentes no Estado e melhoria da qualidade ambiental das bacias hidrográficas. Nesses eventos, além de apresentar o Diagnóstico, o objetivo é colher contribuições da sociedade para a elaboração da versão final do estudo.

Localizada na porção sudoeste do Estado de Minas Gerais, a Bacia Hidrográfica dos Afluentes do Alto São Francisco é uma das 36 Circunscrições Hidrográficas do estado de Minas Gerais. Com área total de 14.151 km², ela engloba, dentro de seus limites, áreas de 29 municípios, dos quais 20 possuem sede dentro da bacia.

Segundo o último Censo Demográfico, realizado em 2010 pelo IBGE, a população total localizada dentro da bacia era de 255.211 habitantes (urbana: 224.345) e (rural: 30.866), com uma densidade populacional média de 18,03 hab./km².

Os municípios abrangidos pela bacia são: Abaeté, Arcos, Bambuí, Bom Despacho, Campos Altos, Capitólio, Córrego Danta, Córrego Fundo, Dores do Indaiá, Doresópolis, Estrela do Indaiá, Formiga, Iguatama, Japaraíba, Lagoa da Prata, Luz, Martinho Campos, Medeiros, Moema, Pains, Pimenta, Piumhi, Pratinha, Quartel Geral, Santo Antônio do Monte, São Roque de Minas, Serra da Saudade, Tapiraí e Vargem Bonita.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS