• Bambuí, 19 de Novembro de 2019

Em Bambuí, as Mocinhas de Ontem. Em BH, as Meninas de Sinhá e o Festival Sabiá – É tempo de celebrar a MATURIDADE

Primeiro de outubro é o Dia Mundial da Pessoa Idosa e, ultimamente, sobram motivos para celebrar a vida de quem tem mais de 60 anos, não é mesmo? De acordo com o IBGE, 13% dos brasileiros estão na “terceira idade” e bem longe dos rótulos de “idosos” ou “velhos”. A maioria está saudável, ativa e cheia de tempo, amor e experiências para compartilhar. Além disso, tem muita gente com energia e disposição para continuar aprendendo. Em Belo Horizonte, dois festivais oferecem uma programação totalmente voltada para celebrar a geração 60+. E em Bambuí, as Mocinhas de Ontem convidam para o Baile da Primavera

Sou apaixonada pelo grupo Mocinhas de Ontem de Bambuí! Eu me lembro bem de quando ele nasceu em 1992. Tenho um orgulho enorme  de minha mãe, Ana Maria Guimarães Vargas, ter sido uma das fundadoras junto com a Imaculada Carvalho Miranda, a Sebastiana Aparecida Machado e tantas outras queridas. De lá para cá, o grupo vem trazendo alegria para muitas mocinhas e mocinhos. A sede própria cedida pela prefeitura funciona na antiga estação ferroviária. A integrante Ivone Carvalho Silva Mourão dirige o grupo há 12 anos. Ela se diz apaixonada pelo que faz. “Os encontros do Mocinhas de Ontem são uma injeção de alegria na minha vida. Eu amo!”. Ivone conta que toda quinta-feira é dia de reunião para organizar passeios, promover jogos e saborear um lanche delicioso feito por elas. Duas vezes por mês tem baile. Neste mês, um deles é especial e vai ser no próximo dia 26: o Baile da Primavera. A atração é a dupla Josimar e Maciel tocando forró, bolero e outros gêneros dançantes. A festa é aberta ao público e vai das 20h à 0h na sede do grupo. O ingresso custa R$ 15,00 e todos são bem-vindos!

Cultura, palestras, gastronomia e novas tecnologias para os 60+

Dois eventos totalmente gratuitos estão agitando a capital mineira. Um deles é o primeiro Encontro Longeviver organizado pelo grupo Meninas de Sinhá. Formado há 23 anos por moradoras do Alto Vera Cruz, o grupo se reúne para cantar e dançar cantigas de roda e cirandas que relembram a infância no Interior de Minas. Elas têm cd, livro e fazem show até fora do Brasil. Agora são protagonistas do projeto Longeviver, que oferece uma série de oficinas, debates, palestras, shows, caminhada e outras atividades físicas, feira de artesanato, apresentações de dança, sessões de cinema, peças de teatro e várias outras atividades. A programação vai até novembro, totalmente gratuita e pode ser conferida aqui.

Outra opção superbacana para quem passou dos 60 e está em busca de atrações culturais é o 1º Festival Sabiá – Celebrando a Maturidade. O evento acontece nos dias 5 e 6 de outubro na praça Floriano Peixoto, em BH. Na programação tem oficina de fotos em smartphone para aprender a usar as redes sociais, opções gastronômicas, palestras e shows de vários artistas. Entre eles, eu destaco dona Jandira - uma senhora afinadíssima que toca e canta lindamente. Ela começou a carreira depois dos 60 anos e tem fãs de todas as idades. Eu sou uma delas! Vou deixar a programação aqui que também tem chorinho com o grupo Toca de Tatu. Tudo de graça e ao ar livre para celebrar a Primavera. É só chegar e se divertir!

Festival Sabiá – 5 e 6 (sábado e domingo), a partir das 10h30

Praça Floriano Peixoto, Santa Efigênia, BH – gratuito

https://festivalsabia.wordpress.com/programacao/

CONEXÃO

Daniela Vargas nasceu em Bambuí, é jornalista, especializada em Gestão Cultural, repórter do Canal Brasil e das Mostras de Cinema de Tiradentes, Ouro Preto e BH, produtora de conteúdo, mestre de cerimônias e colunista da TV Bambuí.

E-mail: conexaodanielavargas@gmail.com 
Facebook: Daniela Vargas
Instagram: danivargasbh


Compartilhe:

COMENTÁRIOS