• Bambuí, 21 de Agosto de 2019

Orquestra Ouro Preto toca Beatles e divide o palco com artistas da MPB

Foto: Orquestra Ouro Preto em The Beatles - Fotos: Iriz Zanetti

Modernizar o conceito da palavra orquestra e difundir a música de concerto: essa é a proposta de Rodrigo Toffolo, diretor artístico e regente titular da Orquestra Ouro Preto. Ao lado de músicos experientes, o grupo instrumental ousa em parcerias e arranjos experimentais. Um dos primeiros encontros entre o erudito e o popular virou um ‘clássico’ da orquestra ao transformar em concerto parte da obra do quarteto mais famoso do mundo. A Orquestra Ouro Preto gravou o álbum The Beatles volume I.

A iniciativa fez tanto sucesso que logo surgiu The Beatles Volume II. No palco, a experiência resulta num encontro sonoro potente em que o maestro rege sua orquestra de cordas e uma banda de rock. Sim, isso mesmo: rock’n roll com baixo, guitarra e bateria.

E se quiser ver e ouvir em alto e bom som, neste sábado, dia 9 de agosto, vai ter um show com a Orquestra tocando os sucessos dos ingleses dentro da programação da BH Beatle Week 2019. A apresentação está programada para o Cine Theatro Brasil, na Praça Sete. E no dia 31, o concerto vai para o palco do Sesc Palladium. A agenda da Orquestra Ouro Preto está lotada até o final do ano em turnê com diversos espetáculos. 

A ideia aqui é fazer CONEXÃO com as apresentações que vão rolar em Minas Gerais.

Shows de graça no Interior, na favela e até no Inhotim
 

Alceu Valença e Orquestra OP e Rodrigo Toffolo e Fernanda Takai - Fotos: Iriz Zanetti

Nascida na cidade de mesmo nome, a Orquestra Ouro Preto tem 19 anos, dez discos gravados e encontros inusitados entre o clássico e o pop. Dessa união nasceram espetáculos belíssimos, como a trilha sonora de filmes do Charles Chaplin sendo executadas ao vivo com a projeção na tela de cinema. No teatro também teve trilha ao vivo para “O Pequeno Príncipe”. O rapper Flávio Renegado fez a Orquestra Ouro Preto subir o morro na comunidade do Alto Vera Cruz para gravar o cd e o dvd “Suíte Masai”. Agora em agosto, o maestro Rodrigo Toffolo e seus músicos vão apresentar de graça na praça central de Caeté o show  “O Tom da Takai” ao lado da Fernanda da banda Pato Fu cantando os sucessos do maestro Jobim. Uma novidade deste mês é a estreia da Orquestra Ouro Preto executando uma ópera! O lançamento de “O Grande Governador da Ilha dos Lagartos” será nos dias 15, 16 e 17 na Casa da Ópera em Ouro Preto, com entrada franca. E para fechar a agenda, um dos encontros musicais mais belos que já tive o prazer de assistir: Orquestra Ouro Preto e Alceu Valença apresentando o show Valencianas, com pérolas do repertório do pernambucano. E para completar, a apresentação vai acontecer num dos cenários mais lindos de Brumadinho: o Instituto Inhotim, no feriado do dia 7 de setembro. Ainda dá tempo de se programar para curtir os vários sons da Orquestra Ouro Preto. Outra dica é procurar pela Orquestra OP no Spotfy onde ela já é superpop com mais de 10 milhões de reproduções.

Vou deixar aqui o site  www.orquestraouropreto.com.br e informações sobre shows.

Divirta-se!

The Beatles Volume I – Cine Brasil – praça Sete, BH, dia 9 de agosto, às 21h – ingressos a R$50.

O Grande Governador da Ilha dos Lagartos – Casa da Ópera, Ouro Preto, de 15 a 17 de agosto, às 20h – gratuito.

O Tom da Takai – Orquestra Ouro Preto e Fernanda Takai – dia 18 de agosto, às 20h30, no Centro de Caeté – gratuito.

The Beatles Volume II – dia 31 de agosto, às 20h30, no Sesc Palladium – BH, ingressos: R$25.

Valencianas – Orquestra Ouro Preto e Alceu Valença, feriado de 7 de setembro, às 16h, no Inhotim, Brumadinho-MG.

 

 

CONEXÃO

Daniela Vargas nasceu em Bambuí, é jornalista, especializada em Gestão Cultural, repórter do Canal Brasil e das Mostras de Cinema de Tiradentes, Ouro Preto e BH, produtora de conteúdo, mestre de cerimônias e colunista da TV Bambuí.

E-mail: conexaodanielavargas@gmail.com 
Facebook: Daniela Vargas
Instagram: danivargasbh


Compartilhe:

COMENTÁRIOS