• Bambuí, 16 de Dezembro de 2019

Virada Cultural de BH com mais de 440 atrações em 24 horas


A maior diversão de Minas neste mês de julho está a um pouco mais de três horas de viagem de Bambuí. Vai ser neste fim de semana em Belo Horizonte. Das 7h da noite de sábado, dia 20, até às 7h da noite do domingo, o hipercentro da capital vai ser fechado aos veículos para se abrir para mais de 500 mil pessoas. Essa é a expectativa de presença nas mais de 440 atrações culturais trazidas pela Secretaria de Cultura da capital. O público vai ter à sua disposição dez palcos e 15 espaços da área central que vão atender a todo tipo de gosto. Uma maratona cultural! E tudo de graça! 

Entre os destaques da festa estão dois baianos com suingue eletrizante: Moraes Moreira e Daniela Mercury. Ele se apresenta às 11h20 da noite do sábado no Palco Parque (dentro do Parque Municipal). Ela, perto dali, a partir da meia-noite de domingo no Palco Estação (na praça da Estação). Antes, a carioca Fernanda Abreu vai ter participação especial no bloco Chama o Síndico. O encontro também será no Palco Estação, às 10h da noite do sábado. Os fãs de Odair José podem conferir todo o romantismo no Palco Guaicurus (na rua de mesmo nome). O cantor e compositor goiano é o convidado de honra do mineiro Marcelo Veronez, às 9h da noite de sábado. E no domingo, às 7 da noite, o Palco Estação terá do rapper mineiro Djonga que tem impressionado público e crítica com suas letras intrigantes e muita autenticidade. 

Esta é a quinta edição da Virada Cultural de BH. Esse evento é muito democrático. Cria oportunidade para que todos os tipos de público se apropriem do mesmo espaço, interajam e vivenciem uma diversidade cultural sem limites. É tudo perto e muito acessível. Dá para ir a pé, mas é bom colocar aquele look confortável porque a virada promete ser uma maratona! Pode trazer os avós, as crianças e até os cachorrinhos porque tem programa e muito espaço pra todo mundo. 

OCUPAÇÃO: EM CIMA E EMBAIXO DO VIADUTO SANTA TEREZA


O Viaduto Santa Tereza é o endereço mais icônico do Baixo-Centro de Beagá. Embaixo dele é o berço do Duelo de MCs que lá surgiram nos anos 2000. O espaço é um dos primeiros pontos de concentração para o início do movimento de ocupação cultural na capital. Neste ano, debaixo do viaduto vai show e performance de rappers, DJs, MCs e vários artistas que movimentam a cena hip-hop em Belo Horizonte e na Região Metropolitana.

Do lado de cima do viaduto, uma ocupação sob duas rodas ao som do Bloco da Bicicletinha. Lá se encontram as mulheres que pedalam juntas por BH. A estrutura tem até cicloficina de rua e um Mundialito de carrinho de rolimã – um sucesso nas edições passadas.

VIRADINHA  e PET FRIENDLY

Uma das novidades desta edição é a Viradinha. A programação foi feita especialmente para as crianças na manhã de domingo. A ação acontece no Parque Municipal e conta com a parceria de escolas da Rede Municipal. Até os bichinhos de estimação têm vez nesta edição da Virada Cultural. A organização oferece um espaço para identificação, dicas de alimentação vegana para os animais e a atenção especial dos profissionais do AdestraAmor. E para quem quiser levar um pet para casa, tem o varal de adoção e conscientização.

VIRADÃO – o Circuito Gastronômico da Virada

Outra novidade é a curadoria de 29 bares, restaurantes, padarias da Área Central e estandes de comida montados no evento. A escolha foi feita pelo jornalista Nenel Neto, do blog ‘Baixa-Gastronomia’. E o olha que delícia: o preço máximo das comidinhas é só R$ 20,00.

PROGRAME-SE: FAÇA O SEU CIRCUITO DENTRO DA VIRADA

A programação está intensa e muito variada. Tem música, teatro, cinema, dança, carnaval, jogos, brincadeiras, feiras, Slam (que são aquelas competições de poesias faladas), Totó Humano e até a escola Bike Anjos pra ensinar a pedalar.

Vou deixar aqui o link do site do evento com a programação completa para que cada um faça a CONEXÃO com o que mais gosta. Divirta-se na Virada Cultural de BH!

Daniela Vargas nasceu em Bambuí, é jornalista, especializada em Gestão Cultural, repórter do Canal Brasil e das Mostras de Cinema de Tiradentes, Ouro Preto e BH, produtora de conteúdo, mestre de cerimônias e colunista na TV Bambuí.

CONEXÃO

Daniela Vargas nasceu em Bambuí, é jornalista, especializada em Gestão Cultural, repórter do Canal Brasil e das Mostras de Cinema de Tiradentes, Ouro Preto e BH, produtora de conteúdo, mestre de cerimônias e colunista da TV Bambuí.

E-mail: conexaodanielavargas@gmail.com 
Facebook: Daniela Vargas
Instagram: danivargasbh


Compartilhe:

COMENTÁRIOS