• Bambuí, 10 de Dezembro de 2019

Álcool é 114 vezes mais letal que a maconha, aponta estudo

Foto: Divulgação

Estudo aponta que a maconha é 114 vezes menos letal que o álcool, conforme estudo divulgado na publicação científica "Scientific Reports", subsidiária da revista "Nature", e publicado no site "UOL" na tarde desta terça-feira (7).

A pesquisa procurou quantificar o risco de morte associado ao uso de várias substâncias tóxicas e descobriu que a maconha, proibida em tantos países é, de longe, a droga mais segura.

Conforme a reportagem, em vez de focar na contagem de mortes, como em outras pesquisas, os autores do relatório compararam as doses letais de cada substância com a quantidade consumida por uma pessoa comum. Os cientistas, porém, deixam claro que o uso de maconha "não é seguro", mas que, segundo estudos, seu consumo é "de fato mais seguro do que o do álcool".

Em uma lista de drogas mortais, a maconha aparece no final, enquanto álcool, heroína, cocaína e tabaco lideram. A maconha é também a única droga que representa um risco de mortalidade baixo entre os usuários, apesar de não ser inexistente, segundo a publicação.

De acordo com o UOL, os autores do estudo são os cientistas alemães Dirk W. Lachenmeier, de Karlsruhe, e Jürgen Rehm, de Dresden, mas atualmente diretor do Departamento de Pesquisa Epidemiológica e Social (SER) e do Centro de Dependência e Saúde Mental, em Toronto, no Canadá.

A pesquisa recebeu apoio da polícia do Colorado, o primeiro Estado americano a legalizar a droga. Autoridades de segurança estadual comunicaram recentemente que durante o primeiro ano sob a nova legislação tudo transcorreu normalmente e que o trabalho policial ficou praticamente inalterado.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS