• Bambuí, 20 de Agosto de 2019

Em pronunciamento emocionado, Levir Culpi se despede do Atlético

Foto: Reprodução

A novela acabou. O técnico Levir Culpi anunciou, na manhã desta quinta-feira, a saída do Atlético. O treinador concedeu um emocionado pronunciamento na Cidade do Galo. Durante o depoimento, ele chegou a chorar com a despedida. Em acordo com a diretoria do clube, já não irá comandar o time contra o Grêmio e Chapecoense, as duas últimas partidas do Campeonato Brasileiro. 

Em sua quarta passagem pelo Galo, ele fez questão de ressaltar a identificação que adquiriu com o futebol mineiro. 

"Bom dia para todos. Não é exatamente um ''bom dia''. É muito chato para mim. Estou desconfortável conversando com vocês (jornalistas), mas é uma obrigação que tenho. Neste pronunciamento gostaria de... como estamos encerrando o ciclo, provavelmente o meu ciclo em Minas Gerais. Não tem a possibilidade de eu voltar. Eu preciso aproveitar a oportunidade e agradecer. Só tenho palavras de agradecimento, pois não é normal um técnico treinar sete vezes clubes como Atlético e Cruzeiro. É a quarta vez que eu estou no Atlético", disse Levir.

Antes da entrevista, Culpi chegou a comandar um trabalho na Cidade do Galo. Em seguida, ele começou a se despedir dos atletas e profissionais do CT. Segundo Levir, havia a possibilidade de comandar o time contra Grêmio e Chapecoense, mas a diretoria preferiu já encerrar o trabalho. 

"Havia a possibilidade de continuar até o ultimo jogo, mas acabou. A diretoria chegou a uma conclusão que não deveríamos seguir o nosso trabalho. Acho profissional o bastante, pois eles têm a possibilidade de antecipar a formar um novo pensamento para a temporada que vem", explicou.

Em um determinado momento, não conteve as lágrimas e chorou com a despedida. 

""Insisto em mandar um abraço para todos que estiveram comigo, sentiram as derrotas como eu senti, as porradas que levamos e não consegui dormir direito. Às vezes por falhas minhas mesmo. E os grandes momentos. Tivemos um casamento com algumas brigas, mas no fundo a gente se ama. Eu gostaria de agradecer a todos, o pessoal da imprensa, a gente também é meio bipolar. Tiveram momentos de ótimas entrevistas, mas hoje estou triste, nervoso, mas no fundo sou um cara legal. é isso. Até breve, um abraço", completou. 

Histórico

Levir Culpi assumiu o Atlético em abril de 2014 - no lugar do demitido Paulo Autuori - e conquistou a Recopa e a Copa do Brasil, do ano passado, além do Campeonato Mineiro deste ano.

Entre os grandes clubes do país era, atualmente, o treinador mais longevo no cargo.
O técnico completou no último domingo, contra o Goiás, 288 partidas no comando alvinegro, número que contempla esta e suas três passagens anteriores.

Levir Culpi é terceiro treinador com mais jogos na história do Galo. Apenas Procópio Cardoso (328) e Telê Santana (434) têm mais partidas do que Levir.

Imglóblio

Em agosto, a diretoria do clube procurou o treinador para uma renovação. Na época, Levir fez uma contraproposta, mas a luta atleticana pelo título brasileiro adiou a decisão.

A perda de fôlego do Galo na reta final, porém, abriu possibilidades de mudanças e nomes como o de Muricy Ramalho e dos argentinos Alejandro Sabella, vice-campeão do mundo com a Argentina, e Edgardo Bauza, técnico do San Lorenzo, entraram em pauta.

Levir se mostrava interessado em permanecer, embora jogasse toda a decisão para a direção do clube. No ano passado, a renovação foi anunciada após o fim do Brasileirão, no dia 3 de dezembro, quando Daniel Nepomuceno foi eleito presidente do Atlético.

Fonte: OTEMPO

Confira, a seguir, o vídeo do pronunciamento de despedida Levir Culpi:

 


Compartilhe:

COMENTÁRIOS