• Bambuí, 20 de Agosto de 2019

Cruzeiro espanta o tabu e , de virada ,faz 3 a 1 no Atlético no Independência

Foto: Flavio Tavares

Demorou, mas o Cruzeiro conseguiu derrubar o incômodo tabu de 11 jogos sem vencer o Atlético. De virada, a Raposa bateu o Galo por 3 a 1 no Independência, na noite deste sábado (6). O resultado marca, também, a primeira vitória azul no clássico disputado no novo estádio do Horto. Com o triunfo, Vanderlei Luxemburgo segue com o pé direito a sua nova passagem pelo Cruzeiro.

A festa era toda alvinegra e os atleticanos não viam a hora de ampliar o tabu de 11 jogos sem derrotas para o time azul. O roteiro parecia que seria perfeito com o time abrindo o placar no primeiro tempo com o talismã Luan, que marcou o primeiro do jogo em uma etapa inicial tempo muito disputada e com chances para os dois lados. Contudo, o empate azul aos 46 minutos do primeiro tempo na verdade era um prenúncio de que a trama sofreria uma drástica virada.

Com menos de um minuto no segundo tempo, o Cruzeiro conseguiu a virada com Gabriel Xavier. O gol de ânimo ao time estrelado que cresceu na partida e, no embalo das boas substituições de Vanderlei Luxemburgo, conseguiu ampliar o placar com  Marquinhos, derrubando a escrita que vinha se perpetuando nos últimos anos.

Com o resultado, a Raposa respira na tabela, ficando momentaneamente na décima colocação, deixando para qa trás a "zona da confusão" com sete pontos. Já o Atlético estaciona nos 10 pontos, firma na briga pelo G-4. Na próxima rodada o Atlético encara o Santos novamente no Independência na quarta-feira (10) às 19h30. Já o Cruzeiro joga apenas no sábado (13) às 21 horas.

O jogo

A rivalidade estava no ar e começou a ser mostrada durante o Hino Nacional. A torcida do Atlético cantou parte do hino do clube sobre a parte em que se diz "a imagem do Cruzeiro resplandece", comumente gritada pela torcida azul.

Com a bola rolando, muito equilíbrio no primeiro tempo, com as duas equipes buscando o gol a todo momento. Bruno Rodrigo, logo no começo da partida, assustou em uma cabeçada, em cobrança de escanteio. embalado pela torcida, o Atlético foi para cima e tomou conta das ações, com Giovanni Augusto e Dátolo funcionando como os principais armadores no começo do jogo.

Aos 12 minutos a superioridade do Galo foi premiada com o Maluquinho Luan, que recebeu a bola após bate-rebate e mandou para a rede de Fábio, marcando um belo gol e abrindo o placar no Independência. O gol deu ânimo ao time alvinegro que seguiu buscando o gol a todo momento, com Lucas Pratto dando muito trabalho à defesa celeste. O atacante Carlos também apareceu bem, criando oportunidades, mas pecando no momento das finalizações.

Passado o primeiro momento de euforia, o Cruzeiro foi aos poucos equilibrando a partida, crescendo no ataque sobretudo com o jovem meia Alisson, principal jogador estrelado no primeiro tempo.  Contudo, Leandro Damião desperdiçou as chances que teve. Com muita velocidade, Willian e Marquinhos tentavam dar velocidade ao ataque azul, mas sem conseguir buscar o esperado gol de empate.

Já no finalzinho da etapa inicial, aos 46 minutos, o Cruzeiro conseguiu igualar o placar. Após confusão na ponta esquerda, Alisson sobrou com a bola e mandou para a área. A zaga do Atlético deu bobeira e a bola sobrou livre para Willian, que emendou firme. A bola, que iria para fora, bateu em Jemerson e morreu no fundo da meta de Victor, deixando tudo igual ao apagar das luzes.

Segundo tempo

No retorno para a segunda etapa, Vanderlei Luxemburgo precisou mudar o time e mostrou que tem estrela. Alisson sentiu e precisou ser substituído por Gabriel Xavier. Antes do primeiro minuto o meia roubou a bola de Patric na ponta esquerda, invadiu a área e chutou cruzado, de canhota para colocar o Cruzeiro na frente. O ânimo inicial pela virada deu tranquilidade ao Cruzeiro que tentou acalmar as coisas. Contudo, rapidamente, o Atlético voltou para a partida, sobretudo com Luan, sempre aparecendo bem pela direita.

Com a desvantagem no placar, foi a vez de Levir Culpi lançar mão de Dátolo, que teve boa chance de marcar aos 13 minutos em chute que Fábio defendeu. Precisando do resultado para seguir brigando pela ponta, O argentino e Carlos deixaram o gramado para as entradas de Thiago Ribeiro e Guilherme. Os dois times seguiram com bom volume de jogo e constantemente incomodando as defesas, com o domínio sendo alternado entre as duas equipes.

Com pouco mais de 21 minutos, o técnico estrelado precisou mexer novamente na equipe. Gabriel Xavier também sentiu e precisou ser substituído, por problemas na coxa direita. Com isso, Luxa lançou novamente o garoto Allano de 20 anos, cria das categorias de base. Durante o atendimento ao meia, Manoel e Willians chegaram a discutir, com Charles fazendo o papel do "deixa disso". Inicialmente as mudanças alvinegras surtiram pouco efeito, com Guilherme bem marcado e longe do brilhantismo mostrado em ocasiões como a semifinal do Mineiro, diante do mesmo Cruzeiro.

Aos 26 minutos o Cruzeiro ainda ampliou o placar. O time saiu rapidamente em contra-ataque e Leandro Damião recebeu na ponta esquerda após grande esforço de Willians. O camisa 9 percebeu a infiltração de Marquinhos na entrada da área e lançou pelo alto. O meia celeste nem deixou a bola cair e, de primeira, estufou a rede de Victor marcando um golaço, 3 a 1 Cruzeiro de virada. O gol abalou o Atlético que se perdeu um pouco em campo, começando a errar passes e a jogar para trás, com dificuldades de articular e chegar na meta de Fábio.

Aos poucos o jogo foi ficando mais truncado e com entradas mais ríspidas de ambos os lados. Após se recuperar do baque do terceiro gol, o Atlético se mandou de vez para cima da Raposa e Thiago Ribeiro começou a mostrar poder de finalização, obrigando Fábio a trabalhar. Aos poucos o time azul foi se retraindo, passando a esperar mais o Galo em seu campo, com alguns momentos no ataque, o que se seguiu até o fim da partida, encerrando o jejum de 11 jogos sem vitória celeste no clássico. O Atlético martelou até o fim, mas deixou o campo derrotado.

Fonte: http://www.hojeemdia.com.br/esportes/cruzeiro-espanta-o-tabu-e-de-virada-faz-3-a-1-no-atletico-no-independencia-1.323245

 

 


Compartilhe:

COMENTÁRIOS