• Bambuí, 14 de Dezembro de 2019

Firmino Júnior: Carta aos filhos

Foto: Divulgação

Filhos, desde que vocês chegaram minha vida mudou. Já não consigo mais ver televisão, nem um programa inteiro sequer. É só eu ligar a tv e pronto!!! Vocês já começam a pedir para assistir a outras coisas. Mas me ensinaram que ficar perto da televisão não é nada que se compara com o rostinho de vocês sorrindo porque conseguiram me convencer de assistir a porquinha Peppa. a Galinha Pintadinha ou seja lá o que for.

Filhos, desde que vocês chegaram minha vida mudou. Já não durmo mais sem antes visitar o quarto de vocês. Posso estar cansado, até doente, que não consigo mais deitar sem antes ter a certeza de que vocês estão bem, seguros e de banho tomado. Vocês atrasam todos os dias o meu sono; mas do que importa isso? De nada, é muito bom saber que no quarto ao lado há anjos que Deus me enviou para cuidar de nossa família e fazê-la eterna e feliz.

Filhos, desde que vocês chegaram minha vida mudou. Já não me preocupo mais em realizar meus sonhos. Os meus sonhos passaram a ser os sonhos de vocês. Nem ligo mais pelo carro que ando ou as roupas que visto. Só consigo pensar em vocês. Tudo que recebo pelo meu trabalho volta para vocês e eu acho ótimo. Não compro mais uma bala sem lembrar de vocês. Nem tenho vontade própria mais quando o assunto é novas aquisições. Aliás, a minha vontade própria é dar-lhes o máximo que desejarem.

Filhos, desde que vocês chegaram minha vida mudou. Vocês praticamente “roubaram” a minha esposa. Ela teve que se tornar mãe e, por isso, já não está mais tão disponível quanto antes. Vocês a consomem tanto que sobra pouco pra mim. Mas eu entendo... entendo que é assim que a vida funciona e agradeço a Deus todos os dias de Ele ter dado uma mãe tão competente a vocês, mesmo que a ausência dela me cause saudade...

Filhos, desde que vocês chegaram minha vida mudou. A Isabela me faz brincar de boneca, passar batom, fazer comidinha e arrumar a casinha. O Henrique me ensinou que filho homem é companheiro, da mãe é claro... rsrsrs... Mas do que isso importa? Estou liberto de todos os preconceitos. Já não ligo mais de trocar fraldas, nem sei o que é nojo mais. Sequer ligo para o que os outros pensem desde que vocês mantenham um sorriso estampado no rosto e me deem aquele restinho de comida que já foi na boca de vocês para guardar na minha.

Filhos, desde que vocês chegaram minha vida mudou. Em tão pouco tempo, coisa de quatro anos, ensinaram-me a valorizar ainda mais os meus pais. Apesar de todo o sacrifício ser espontâneo, a gente entende que não é nada fácil passar noites em claro e abdicar de todas as vontades e condições do mundo, para viver por conta de vocês. Não! Não estou cobrando nada. Faço tudo de bom coração e com a certeza de que vocês são a missão que Deus enviou para mim.

Por último, filhos, venho dizer que estarei sempre por aqui. Sempre por perto. Nos erros e nos acertos de vocês saberei perdoar e festejar junto. A cada alegria comemoraremos. A cada tristeza, buscaremos juntos um jeito de torná-la menos dura. Vocês são tudo pra mim. Aliás, são muito mais do que tudo. Hoje, com tudo que me ensinam diariamente, só tenho a dizer Muito Obrigado, com letras maiúsculas mesmo, porque vocês fazem de mim, um Pai. Fiquem com Deus, meus anjos.

Ass.: Um pai normal e feliz.

FIRMINO JÚNIOR, bambuiense, é jornalista com mestrado em Comunicação Social. Atua como professor do Instituto Federal. Contato: firmino.junior@yahoo.com.br


Compartilhe:

COMENTÁRIOS