• Bambuí, 18 de Agosto de 2019

Corpo de divinopolitano é encontrado cinco meses após o rompimento da barragem de Brumadinho

Foto: G1 Minas

O corpo de um homem, de 62 anos, foi encontrado nesta semana, cinco meses após o rompimento da barragem, em Brumadinho. A vítima, identificada nesta quinta-feira (04), era Carlos Roberto Pereira, de 62 anos, que era natural de Divinópolis e trabalhava como líder de almoxarifado da Reframax, uma empresa do ramo de engenharia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, Carlos foi encontrado em uma área considerada prioritária, já que segmentos de outros cadáveres também já haviam sido localizados no local, onde funcionava a operação de maquinário pesado. Ele estava a oito metros de profundidade e o corpo estava intacto devido a um fenômeno conhecido como saponificação, que desacelera o processo de decomposição. As buscas já duram 161 dias e um cruzamento de dados está sendo realizado para otimizar os trabalhos.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte, por onde foi identificado pela Polícia Civil, após 11 horas de trabalho da equipe de odontologia-legal, também sido constatada a inexistência de impressões digitais viáveis.

Até o momento, foram confirmadas 247 mortes e 23 desaparecidos, devido ao rompimento da barragem.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS