• Bambuí, 12 de Dezembro de 2019

Homem fica preso em toca de urso durante um mês e afirma: 'Fui guardado como comida'

Foto: Reprodução

Um homem sobreviveu após passar um mês preso dentro de uma toca de urso, na região de Tuva, na Rússia. O rapaz, identificado apenas como Alexander, teve a coluna fraturada  durante o ataque e não conseguiu fugir. Ele então foi arrastado pelo animal para uma caverna e guardado como reserva alimentícia para o futuro.

Segundo informações do jornal russo The Siberian Times, o homem só foi encontrado graças aos cães de um grupo de caçadores que passavam pela região. O grupo acreditava que havia encontrado uma “múmia humana”, graças ao estado avançado de decomposição do corpo. Mas ao se aproximarem, perceberam que o homem estava vivo.

Levado ao hospital, Alexander, ainda com dificuldade, relatou o inacreditável incidente para os médicos. Ele também explicou que não se alimentou durante o período e se hidratou bebendo a própria urina. Os médicos identificaram ferimentos graves e tecido necrosado em várias partes de pele do homem. Eles também afirmaram não saber como o homem sobreviveu tanto tempo nessas condições.

Segundo o pesquisador da Academia Russa de Ciências, Ivan V. Seryodkin, essa espécie costuma esperar semanas para devorar suas presas. A estratégia é utilizada não só para escondê-la de outros possíveis predadores, mas também porque os ursos preferem comer a carne decomposta.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS