• Bambuí, 17 de Setembro de 2019

As histórias 'Da Santa': O queijo de Bambuí premiado na França

Foto: Spassu Fotográfico

“A gente mirou num tico-tico e acertou um avestruz!” Essa foi a declaração de Edmar Torres – produtor do Queijo da Santa ao falar sobre o resultado. Foi a primeira vez que ele e o sobrinho Felipe Torres Campos participaram de um concurso. E a estreia vai ficar na história, pois foi no mais importante concurso de queijos do mundo. O Mundial Du Fromage 2019 aconteceu entre os dias 2 e 4 de junho na cidade de Tours – região central da França. Feliz e ainda emocionado, Edmar explica: ”nosso queijo é ainda um bebê. O primeiro foi produzido em abril de 2017”. 

Só que por trás desse recém-nascido houve muitos desafios. 

O transporte dos queijos foi uma verdadeira aventura

Foto: Spassu Fotográfico

Foi preciso fazer algumas manobras para que os queijos artesanais da região da Serra da Canastra viajassem pra França. Mesmo o queijo canastra sendo tombado como patrimônio cultural e imaterial brasileiro pelo Iphan, o transporte ainda não está regulamentado por ser produzido artesanalmente. Mas Edmar conta que o presidente da Associação de Produtores de Queijo Canastra (Aprocan), João Carlos Leite (o Joãozinho Capivara), planejou o transporte direitinho. 

Sem patrocínio, cada produtor contribuiu com R$ 350 para embarcar os queijos dentro de quatro malas. A bagagem foi dividida entre produtores, empregados e um advogado para lidar com eventuais embaraços jurídicos. O convite recebido da organização do festival seguiu junto. O resultado foi perfeito com o desembarque de 60 queijos em solo francês e o embarque de volta ao Brasil com 24 medalhas, dentre elas, esse bronze que enche Bambuí de orgulho.  

Mas por que Queijo da Santa?   

André Gomes, Filipe Torres Campos, Edna Torres, Edmar Torres e André Bernardes (Foto: Spassu Fotográfico)

Santa era o apelido carinhoso que o pai de Edmar, Gui Torres, deu à mãe de Edmar, dona Edna. A história começa no cenário da fazenda que a família tinha no limite com o Parque Estadual da Serra da Canastra, em Sacramento. Foi lá que Edmar aprendeu a fazer o queijo artesanal e de onde trouxe o pingo que deu origem às várias pesquisas para montar a queijaria na fazenda Retiro do Capão dos Óculos, a três quilômetros do Centro de Bambuí. A queijaria recebeu o nome de Ione Torres – tia de Edmar. Religiosidades à parte, as bênçãos foram além da premiação. As vendas do Queijo da Santa tiveram quase mil por cento de aumento em apenas uma semana, após o prêmio internacional. 
 
Quando o Iphan incluiu Bambuí no circuito da Serra da Canastra, Edmar sentiu que estava diante de uma grande oportunidade para viver da agropecuária. “Eu nasci roceiro e criei roceiro. Quero morrer roceiro”, afirma cheio de sonhos, principalmente agora depois da projeção obtida pelo produto. 

A produção pode ser artesanal, mas as vendas são pela internet

Foto: Spassu Fotográfico

Enquanto Felipe cuida da ordenha do gado, Edmar conta com um ajudante na queijaria para produzir 30 queijos por dia. “Meu foco é manter a qualidade da produção sem tirar os pés do chão”. Ele faz questão de manter a receita do queijo minas artesanal da canastra exatamente como ele vem sendo feito há 300 anos. A produção é rústica, sem interferência da tecnologia, exceto na hora de vender.

Para comprar e degustar o Queijo da Santa, medalha de Bronze na França, o caminho são as redes sociais: www.facebook.com/queijodasanta e Instagram: @queijodasanta.

Bom, agora chegou a hora de harmonizar o Queijo da Santa com um cafezinho, uma cachaça ou um bom vinho.

Depois conte pra gente como foi a CONEXÃO gastronômica com o queijo mais famoso de Bambuí.

Meus canais pra gente se conectar são:

conexãodanielavargas@gmail.com

facebook: Daniela Vargas

Instagram: @danivargasbh

 

 

Daniela Vargas nasceu em Bambuí, é jornalista, especializada em Gestão Cultural, repórter do Canal Brasil e das Mostras de Cinema de Tiradentes, Ouro Preto e BH, produtora de conteúdo e colunista da TV Bambuí.

CONEXÃO

Daniela Vargas nasceu em Bambuí, é jornalista, especializada em Gestão Cultural, repórter do Canal Brasil e das Mostras de Cinema de Tiradentes, Ouro Preto e BH, produtora de conteúdo, mestre de cerimônias e colunista da TV Bambuí.

E-mail: conexaodanielavargas@gmail.com 
Facebook: Daniela Vargas
Instagram: danivargasbh


Compartilhe:

COMENTÁRIOS