Notícia

Para especialistas, troca de mensagens entre Moro e Deltan é antiética

Créditos: EM Publicada em 10/06/2019 às 15:06:36
Foto: Reprodução

Se comprovadas, as conversas entre o então juiz federal Sérgio Moro e o procurador do Ministério Público Federal (MPF) Deltan Dallagnol no âmbito da Lava-Jato levantam suspeitas sobre a imparcialidade do atual ministro da Justiça.

Segundo o código processual civil, artigo 145, “há suspeição do juiz que aconselhar alguma das partes acerca do objeto da causa”. Para especialistas, a troca de mensagens é  “antiética” e, se comprovada, vai dificultar a permanência de Moro como ministro.

Para Conrado Gontijo, criminalista e doutor em direito penal pela Universidade de São Paulo (USP), se for confirmada a autenticidade das mensagens, será um dos maiores escândalos da história do país. “Se houve este tipo de comunhão entre o Poder Judiciário e o Ministério Público é uma violência ao estado democrático de direito”, afirmou.

Segundo ele, Moro ter coordenado trabalhos investigatórios, articulado estratégias de divulgação para a mídia, sugerido alteração no cronograma das investigações foram ações “distantes das que um juiz deve ter”. 

O criminalista ressaltou, ainda, que se ficarem comprovadas as denúncias, o ministro da Justiça, Sergio Moro, “não terá condições de permanecer no cargo”.

O advogado criminal e ex-advogado de Temer Antônio Cláudio Mariz de Oliveira afirmou que a suspeita de colaboração entre Justiça e MP na Lava-Jato é antiga. 

Segundo ele, todos os requerimentos do Ministério Público eram deferidos. “Ao contrário da grande maioria dos da defesa, que recebiam indeferimentos”, lembrou Mariz.

Marcelo Nobre, advogado e ex-membro do Conselho Nacional de Justiça, disse que as informações são graves porque indicam imparcialidade na condução do processo judicial.

“É preciso que os dois tenham direito a defesa e se expliquem à sociedade brasileira”, afirmou. De acordo com o especialista, a postura de Moro e Dallagnol coloca em xeque o maior processo de corrupção.

“É inadmissível que um juiz imparcial tenha combinado com a acusação o que seria feito. Se tivesse vazado informações trocadas entre o juiz e a defesa, qual seria a reação?”, questionou.

Amadorismo

Maristela Basso, professora de direito internacional e da USP, explicou que, caso o trâmite processual seja conduzido de forma imparcial, a Justiça precisa favorecer o réu, o que pode provocar, no caso da Lava-Jato, uma nulidade em cadeia das decisões. 

“Se confirmada a veracidade, compromete a operação e torna suspeita a conduta do MP e do juiz”, alegou.

Ela explicou que pode ocorrer a liberação de presos e demonstra como o amadorismo pode derrubar um processo judicial da magnitude da Lava-Jato.

“Sem falar dos danos morais e patrimoniais de todas as pessoas, que podem até ter responsabilidade, mas se beneficiam da condução irregular do processo”, disse Maristela. “O MP deve apurar a conduta do seu representante, que deverá ser afastado”,disse.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi um dos condenados na Operação Lava-Jato. Após investigações da força-tarefa, foi preso em abril de 2018, o que o impediu de concorrer às eleições presidenciais. 

A defesa do petista disse, em nota, que é “urgente” a necessidade de soltura de Lula, dada a condução ilegal do processo penal.

“Ninguém pode ter dúvida de que os processos contra o ex-presidente Lula estão corrompidos pelo que há de mais grave em termos de violações a garantias fundamentais e à negativa de direitos. O restabelecimento da liberdade de Lula é urgente, assim como o reconhecimento de que ele não praticou crime e que é vítima da manipulação das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política.”

Veja também

Nova informações sobre acidente na LMG-827 em Bambuí

A TV Bambuí noticiou na tarde de ontem (17) um acidente ocorrido na LMG-827, no KM 12, onde o...

18/06/2019

IFMG Campus Bambuí promove I Semana de Administração

O IFMG – Campus Bambuí convida a toda a população bambuiense para prestig...

18/06/2019

Inscrições para conselheiros tutelares de Bambuí

Vão começar as inscrições para candidatos a Conselheiro Tutelar de Bambu...

18/06/2019

Mulher inabilitada é detida após sofrer acidente na LMG-893, em Formiga

Uma jovem de 23 anos, sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), foi presa pela Pol&i...

18/06/2019

Ciclistas de Bambuí, Luz e Lagoa da Prata promovem encontro em Esteios

A manhã de domingo (16) começou com muita energia e determinação para ma...

18/06/2019

Vereadores retiram processos contra radialista e fundador da TV Bambuí

Os dez vereadores de Bambuí, representados por seus advogados, solicitaram durante a audi&eci...

18/06/2019

Jovem morre asfixiado por grãos de café enquanto trabalhava em fazenda de Patos de Minas

Um jovem acabou perdendo a vida enquanto trabalhava em uma fazenda na zona rural de Patos de Minas. ...

18/06/2019

Homem de 31 anos morre em grave acidente entre Candeias e Formiga

O condutor de um Bitrem, placa de Lagoa da Prata/MG, de 73 anos, residente nesta cidade, relatou que...

18/06/2019