• Bambuí, 23 de Julho de 2019

Mostra de Cinema, diversão e arte no friozinho da charmosa Ouro Preto

Até o dia 10 de junho, meu endereço é a cidade reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Venha a Ouro Preto curtir comigo a 14ª Mostra de Cinema da cidade. Faz cinco anos que eu apresento a TV Mostra do CineOp. O evento ocupa três espaços de Ouro Preto:
 
o Centro de Artes e Convenções da UFOP, onde acontecem seminários e oficinas de cinema
o centenário Cine Vila Rica e
a Praça Tiradentes, onde é montado um cinema a céu aberto, que torna as noites de Ouro Preto ainda mais aconchegantes. 
 
Mais de cem filmes de três países e 15 estados brasileiros vão desfilar por essas telas. Tem filme para todos os gostos. São pré-estreias e sessões especiais para as crianças curtirem em família, com direito a brincadeiras com o Palhaço Alegria e a Turma do Pipoca. O evento é totalmente gratuito. 
 
Para harmonizar o ambiente com o frio, a organização instala aquecedores ao lado das cadeiras. Assim a plateia fica mais confortável para assistir aos filmes. E se quiser levar um vinhozinho, o cenário ideal se completa. E não se surpreenda, caso encontre algum artista famoso sentado ao seu lado. A sétima arte é democrática o suficiente para unir anônimos e famosos no mesmo espaço. 
 
A mostra CineOP é o único festival que trata o cinema nacional como patrimônio. É que o registro audiovisual nos leva a conhecer a história do país e os costumes de cada época nas mais diversas regiões brasileiras. 
 
A programação é estruturada em três eixos: Preservação, História e Educação. A edição deste ano trabalha a temática dos “territórios regionais e das inquietações históricas”. Por isso, filmes de várias regiões do Brasil vêm para mostrar a diversidade das narrativas de cada parte desse país continental. 
 
MÚSICA, ARTE E GASTRONOMIA
 
Ouro Preto vai muito além. A Mostra de Cinema ajuda a ampliar as opções de diversão cultural na cidade. Às 11h do sábado, o cortejo das artes faz uma festa pelas ladeiras com apresentação de fanfarra, grupos de congado, capoeira, maculelê, teatro e os bonecões do bloco do Zé Pereira. E após a última sessão de cinema, DJs e shows gratuitos no Centro de Convenções embalam o público. Uma das bandas mais aguardadas é a Texas Rádio de Divinópolis. Taí um bom exemplo da importância de valorizar a arte regional.
A programação completa da mostra está neste site: http://cineop.com.br/
 
Para repor as energias após subir e descer as ladeiras de Ouro Preto, aí vão dicas gastronômicas. Afinal, comida boa também está entre as atrações da cidade. O Chafariz é uma bela opção para saborear aquela comida mineira feita no fogão a lenha. A variedade de couves, torresmos e doces de leite abrem o apetite só de descrever os pratos. E para completar, a decoração é uma atração à parte para admirar e fotografar. Já o Bené da Flauta traz um cardápio mais sofisticado e inesquecível. O restaurante fica num casarão barroco ao lado da Igreja de São Francisco e tem uma vista espetacular da cidade. É bom gosto para ver, sentir e degustar durante todo o tempo. 
 
Bom, essa é a CONEXÃO que proponho para esta semana. Vou adorar cruzar com vocês pela bela Ouro Preto durante a mostra. 
 
Mas em qualquer época, uma visita à cidade histórica é uma excelente pedida. O passeio inclui igrejas e museus belíssimos - uma joia rara que guarda a nossa história. Em períodos de clima frio, o programa pede gorro, echarpe e casaco bem quentinhos para o passeio ficar completo. 
 
Deixo aqui os meus canais para me enviarem sugestões pra gente se conectar cada vez mais. Divirtam-se! 
 
e-mail: conexoesdanielavargas@gmail.com
Instagram: @danivargasbh
Facebook: Daniela Vargas

CONEXÃO

Daniela Vargas nasceu em Bambuí, é jornalista, especializada em Gestão Cultural, repórter do Canal Brasil e das Mostras de Cinema de Tiradentes, Ouro Preto e BH, produtora de conteúdo, mestre de cerimônias e colunista da TV Bambuí.

E-mail: conexaodanielavargas@gmail.com 
Facebook: Daniela Vargas
Instagram: danivargasbh


Compartilhe:

COMENTÁRIOS