• Bambuí, 18 de Agosto de 2019

Câmara de Arcos aprova redução dos salários de vereadores e prefeito para próxima legislatura

Foto: 104 FM

Na noite de segunda-feira (27), na reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Arcos, voltaram a pauta para discussão e votação, após serem adiados por duas vezes, na reunião do dia 06/05/2019 e na reunião do dia 13/05/2019, os projetos de Lei para redução dos subsídios dos Vereadores, Prefeito, Vice Prefeito e Secretários Municipais, de autoria do Vereador Luiz Henrique Sabino Messias, com suas respectivas emendas.

Várias emendas modificativas foram apresentadas pelos vereadores, propondo diferentes reduções. Ao final, ficou então decidido que, os subsídios dos vereadores para a legislatura de 01 Janeiro 2021 a 31 dezembro 2024, passa a ser de R$ 1229,84 ( um mil duzentos e vinte e nove reais e oitenta e quatro centavos) o que representa uma redução de 80% do atual subisídio.

Já o subsídio do Prefeito ficou fixado em R$ 12.112,20( doze mil cento e doze reais e vinte centavos), uma
redução de 50%, o de Vice prefeito em R$ 5.167,12 ( cinco mil cento e sessenta e sete reais e doze centavos) e
Secretários Municipais R$ 6.380,52 (Seis mil trezentos e oitenta reais e cinqüenta e dois centavos) uma redução
de 20% no atual valor.

O pedido para redução salarial já é um desejo antigo dos arcoenses, e agora vai se tornar realidade.

Entenda como foi a votação:
O primeiro projeto a ser votado, com suas respectivas emendas foi o projeto de Lei Resolução n° 001/2019 que FIXA
OS SUBSÍDIOS DOS VEREADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS

Foram lidas todas as emendas modificativas ao projeto, posteriormente, seguiu para discussão e votação uma a uma.
Posteriormente o projeto com as emendas foi votado, sendo aprovado por 13 votos a favor e 0 contra.

Na seqüência foram discutidas e votadas as emendas o Projeto de Lei n° 002/2019 que FIXA OS SUBSÍDIOS DO
PREFEITO, DO VICE-PREFEITO E SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DO MUNICÍPIO DE ARCOS

Foram lidas todas as emendas modificativas ao projeto, posteriormente, seguiu para discussão e votação uma a uma.
Posteriormente o projeto com as emendas foi votado, sendo aprovado por 11 votos a favor e 2 contra.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS