• Bambuí, 28 de Fevereiro de 2020

Mulheres participaram de palestras promovidas pela OAB Mulher em Bambuí

Foto: Marco Antônio/TV Bambuí

Aconteceu na noite desta quinta-feira (15), no Salão Nobre da Prefeitura de Bambuí, uma palestra promovida pela OAB Mulher com o seguinte tema “Violência Doméstica: A Lei Maria da Penha e a realidade de Bambuí e Região”.

As palestras foram ministradas pela Dra. Claúdia Cipullo , delegada de polícia, e a psicóloga Maria Luiza Telles Dias de Faria.

A Dra. Cláudia Cipullo garantiu que as polícias estão empenhadas em garantir os direitos e proteção às mulheres que são vitimas de violência doméstica.

“Venho sendo procurada por mulheres que sofreram violência de seus companheiros, mulheres que foram humilhadas e que precisam de ajuda, porém é necessário que essas mulheres entendam que existem meios de ajuda-la e que elas não precisam sofrer mais” comentou.

Cerca de 50 mulheres participaram da ação. Elas puderam ver as garantias providas pela Lei Maria da Penha e a função da psicologia no tratamento de traumas causados pela violência doméstica.

“Existem casos onde as mulheres ficam presas em um ciclo sem fim, elas são agredidas, depois elas passam por um momento de tranquilidade ‘Lua de Mel’ e voltam a ser agredidas novamente; A mulher tem que procurar ajuda e resolver todos os problemas de uma vez, não pode continuar sendo agredida em um ciclo sem fim” comentou a psicóloga Maria Luiza Telles Dias de Faria.

Flávia Martins, servidora da Delegacia de Polícia Civil de Bambuí, apresentou o relatório de 2018 em Bambuí, onde foram feitos 83 procedimentos, sendo que 36 deles se transformaram em Medidas Protetivas de Urgência.

Só nos três primeiros meses de 2019 foram registrados 27 procedimentos e 15 se transformaram em Medidas de Protetivas de Urgência. É notável o aumento do número de procedimentos instaurados pela PC em comparação a todo o ano de 2018.

Ao final foram entregues presentes as palestras e aos envolvidos no projeto.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS