Notícia

Adolescente escapa após 88 dias em poder de assassino de seus pais nos EUA

Créditos: EM.COM.BR Publicada em 12/01/2019 às 14:01:42
Foto: AFP / Barron County Sheriff's Department / HO

Uma adolescente de 13 anos, Jayme Closs, foi aclamada como "heroína" nesta sexta-feira nos Estados Unidos, após escapar de um homem que matou seus pais e a manteve como refém por 88 dias.

Seu suposto sequestrador, Jake Thomas Patterson, 21 anos, foi preso logo após a jovem fugir, e responderá por sequestro e duplo homicídio, segundo a polícia.

Jayme Closs foi encontrada na tarde de quinta-feira a cerca de 100 km ao norte do povoado de Barron, onde vivia com seus pais, na zona rural do Wisconsin, na região dos Grandes Lagos.

A polícia acredita que Patterson planejou o sequestro da adolescente, que seria seu "único objetivo".

No dia 15 de outubro de 2018, James Closs, 56 anos, e sua mulher, Denise, 46, foram mortos em casa e sua filha Jayme desapareceu, recordou o xerife de Barron, Chris Fitzgerald.

A polícia e os habitantes do estado do Wisconsin iniciaram então a busca por Jayme, mas os esforços não deram resultado e já não havia mais esperança de encontrá-la com vida.

 

Mas na tarde de quinta-feira, a adolescente aproveitou a ausência de seu sequestrador para escapar da casa onde era mantida refém, situada em uma zona isolada nos arredores da cidade de Gordon, 100 km ao norte de Barron.

A menina foi encontrada suja, com o cabelo emaranhado e sapatos maiores que seu pé por uma mulher que passeava com seu cão e reconheceu Jayme por fotos em cartazes da polícia."Um dos meus homens cruzou com um veículo que correspondia à descrição, o parou e prendeu o suspeito", declarou o xerife de Gordon, Thomas Dalbec.

"Era como ver um fantasma", contou à imprensa Peter Kasinskas, que acolheu a jovem em sua casa até a chegada da polícia. "Parece que ficou sem tomar banho" e "provavelmente estava em estado de choque.

Jayme Closs revelou o nome e a marca do carro do seu sequestrador, afirmando que conheceu o homem apenas no dia em que foi levada.

Ao que parece, o jovem - que não tem antecedentes criminais - estava desempregado e foi a casa dos Closs para sequestrar a adolescente, mas executou seus pais para não ser identificado.

"O suspeito tinha a intenção específica de sequestrar Jayme" e "planejou" tudo cuidadosamente, declarou Fitzgerald.

As autoridades ofereciam uma recompensa de 50.000 dólares por qualquer informação que ajudasse a encontrar a adolescente.

"Era uma caso complicado" e foi "a própria Jayme que nos deu a solução", declarou o agente do FBI Justin Tolomeo.

"O instinto de sobrevivência que move esta menina é incrível", disse Fitzgerald.

Veja também

Estudantes aprovados na 1ª chamada do ProUni têm até o dia 25 para fornecer documentação

Estudantes selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm a...

19/06/2019

Minas registra 421 mil casos de dengue em 2019, segunda maior epidemia da história do Estado

Minas está diante da segunda maior epidemia de dengue já registrada no Estado, com mai...

19/06/2019

População ganha e Hospital e Prefeitura de Bambuí entram em acordo

O Ministério Público de Minas Gerais mediou na tarde desta quarta-feira (19) uma reuni...

19/06/2019

Homem surta, ataca policiais e é baleado em Carmo da Mata

Um homem, de idade não informada, tentou atacar policiais militares com um facão, dura...

19/06/2019

Moro chama vazamentos de 'sensacionalismo'; ministro fala a CCJ do Senado, assista

O  ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, usou 20 do...

19/06/2019

IFMG realiza seleção para cinco vagas de professor em Bambuí

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) vai...

19/06/2019

Quadrilha é detida após assaltar caminhão na BR-262

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na madrugada desta terça-feira (18)...

19/06/2019

Rafael Bastos é reeleito diretor geral do IFMG - Campus Bambuí

A Comissão Eleitoral Central divulgou nesta quarta-feira (19) o resultado do Processo de Cons...

19/06/2019