Notícia

'Ranking do sexo' viraliza e expõe moradoras

Créditos: OTEMPO Publicada em 11/01/2018 às 20:01:20
Foto: Reprodução

A Polícia Civil abriu investigação após um 'ranking' que expõe intimidades sexuais e faz ofensas a mulheres maiores e menores de idade, moradoras de Muzambinho, no Sul de Minas Gerais, se espalhar pelo WhatsApp. O caso chegou até a corporação depois de ser compartilhado em grupos de moradores da cidade, que tem pouco mais de 20 mil habitantes. Além de nomes, a lista também atribui apelidos pejorativos às vítimas.

Segundo o delegado Silvio Sérgio Domingues, que apura o caso, as mães das adolescentes citadas no ranking, intitulado "TOP 100 Put...de Muzambinho", procuraram a polícia para registrar a ocorrência. "A maioria são meninas na faixa de 13 a 16 anos. As mães ficaram preocupadas e procuraram a polícia. Essa não é a primeira lista a viralizar. Já tiveram outras pejorativas com homossexuais, por exemplo", disse Domingues. Ainda segundo o delegado, a Polícia Civil está investigando o autor, que pode estar entre adolescentes que estudam com as meninas citadas. "Já chegaram informações que dão conta de que quem começou a lista foi um adolescente da escola da cidade, mas estamos apurando", disse. De acordo com o delegado, a lista já chegou até cidade de Monte Belo, no Sul de Minas, e está sendo "atualizada" com o nome das moradoras de lá. 

O ranking

A lista, considerado machistas em comentários nas redes sociais, compartilhado traz o nome de mais de 100 mulheres de várias idades, casadas e solteiras, atribuindo a elas o adjetivo de prostituta. Em vários dos nomes, o autor atribui às mulheres posições sexuais e ofensas, como "só tem cara de santa", "a pior", "quem nunca", além de várias outras com palavrões. Segundo a Polícia Civil, alguns nomes são acompanhados de informações pessoais como nome dos pais, endereço, e até local de trabalho.

O delegado conta que várias vítimas procuraram a polícia para denunciar o caso. Domingues alerta que é preciso reunir todas que se sentirem lesadas para fazer o boletim de ocorrência. “Vamos reunir provas, capturas de telas, comentários, para tentar localizar quem começou com isso tudo. É difícil porque perde o controle, a lista começou com 70 nomes, hoje já temos 100", explica o delegado.

Silvio Sérgio Domingues ainda explica que os envolvidos podem responder por crimes como ameaça, calúnia, difamação, injúria e até falsa identidade, no caso de perfis falsos usados para compartilhar.

 

MG

Veja também

Prefeitura de Bambuí instala redutor de velocidade no Bairro Campos

Com a melhoria das condições das ruas de Bambuí, como o recapeamento que melhor...

17/07/2018

Motociclista bate de frente com ambulância do Samu

Com informações do Samu, um motociclista que não se atentou aos sinais luminoso...

17/07/2018

Luciano, da dupla com Zezé di Camargo, adota cão, mas suposta dona o quer de volta

O sertanejo Luciano, da dupla com Zezé Di Camargo, se envolveu em uma polêmica neste fi...

17/07/2018

Polícia Civil identifica vítima encontrada carbonizada em terreno rural em Bom Despacho

A Polícia Civil (PC) identificou nessa segunda-feira (16) a vítima cujo corpo foi enco...

17/07/2018

Mais três radares começam a operar nas estradas mineiras nesta terça-feira

Já chega a 449 o número de radares controladores de velocidade instalados nas estradas...

16/07/2018

Autor de homicídio se entrega à polícia em Campos Altos

O autor do homicídio, ocorrido no último domingo (8), que tirou a vida do baiano, Rani...

16/07/2018

Prefeitura de Bambuí prossegue com castração de cães e gatos

A Prefeitura de Bambuí prossegue com os trabalhos de castração de cães e...

16/07/2018

Duas pessoas ficam feridas após carro capotar

Duas pessoas ficaram feridas após um carro capotar na tarde dessa sexta-feira (13), na BR-262...

16/07/2018