• Bambuí, 11 de Dezembro de 2019

Tufão se dirige para peninsula coreana após ferir 7 no Japão

Foto: Google
O poderoso tufão "Bolaven" se dirige nesta segunda-feira (27) em direção à península coreana após atravessar o sudoeste do Japão onde deixou sete feridos, cortes de energia em milhares de lares, voos cancelados e interrupções no transporte, informou a televisão local "NHK". A Agência de Meteorologia japonesa mantém hoje o alerta máximo nas ilhas de Okinawa e Kyushu (sudoeste japonês) após a passagem na noite de domingo do tufão, um dos mais fortes dos últimos 50 anos, que percorreu as ilhas com ventos de cerca de 160 km/h, fortes chuvas e marés. No domingo (26), 780 pessoas foram evacuadas nas províncias sulinas de Okinawa e Kagoshima, enquanto cerca de 75 mil casas permaneciam no começo desta segunda-feira ainda sem eletricidade, segundo a "NHK". As escolas, institutos e universidades de Okinawa fecharam suas portas perante o alerta de chuvas previstas também para hoje, já que a agência meteorológica previu até 400 milímetros de precipitações nas ilhas e tempestades que poderiam causar inundações. Após sua passagem pelo Japão, o "Bolaven", que avança a uma velocidade de 20 km/h, continua seu rumo através do Mar da China Oriental e se espera que atinja a península coreana nas próximas horas. As autoridades sul-coreanas pediram aos governos locais que tomem todas as medidas de prevenção possíveis e se preparem para o pior cenário possível, ao tratar-se de um tufão "extremamente forte" capaz de movimentar rochas muito grandes, informou a agência sul-coreana "Yonhap".

Compartilhe:

COMENTÁRIOS