• Bambuí, 12 de Dezembro de 2019

Furacão Harvey chega à costa do Texas e atinge casas e empresas

Foto: Reprodução

O furacão Harvey chegou à costa do Texas neste sábado, com vento e chuva intensos, que afetaram casas e empresas. O furacão mais intenso a entrar nos EUA em mais de uma década rodou centenas de quilômetros de litoral, onde as comunidades se prepararam para as fortes tempestades.

O sistema alcançou o continente norte-americano no fim da sexta-feira como uma tempestade categoria 4, com ventos de 209 km/h. Gradualmente, enfraqueceu-se até a categoria 1, mas permaneceu destrutivo, com ventos de 120 km/h.

Nenhuma morte foi relatada imediatamente. Os ventos fortes mantiveram as equipes de emergência fora do alcance de muitos lugares, e as autoridades disseram que poderia levar horas até que as equipes possam avaliar completamente os danos.

Além do vento e ondas de até 3,5 metros, o furacão representou um grave risco de inundações, com o potencial de permanecer na costa texana por dias e resultar em até 1 metro de chuva.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos informou na manhã deste sábado que a expectativa é que a tempestade enfraqueça nas próximas 48 horas e se transforme em uma tempestade tropical a partir da tarde deste sábado. No entanto, a instituição alerta que apesar do enfraquecimento dos ventos, a chuva ainda pode causar uma inundação catastrófica nos próximos dias.

Pela manhã, cerca de 300 mil consumidores estavam sem energia na região costeira do Texas, e quase 0,5 metro de chuva havia caído em algumas localidades.

O prefeito de Rockport, uma cidade costeira de cerca de 10 mil habitantes que estava diretamente no caminho da tempestade, disse que sua comunidade tomou um golpe que deixou uma "devastação generalizada", incluindo casas, negócios e escolas que ficaram fortemente danificadas. Algumas estruturas foram destruídas.

O prefeito Charles "C.J." Wax disse que o sistema de resposta de emergência da cidade tinha sido dificultado pela perda do serviço de celular e outras formas de comunicação. Cerca de 10 pessoas foram levadas para a prisão do condado para tratamento após a queda do telhado de um complexo habitacional.

Na sequência da tempestade, a Guarda Costeira enviou dois helicópteros para tentar resgatar as tripulações de três rebocadores que relataram estar em perigo.

A tempestade representa o primeiro grande teste de gestão de emergência da administração do presidente norte-americano Donald Trump. Em sua conta no Twitter, ele elogiou a atuação da Agência Federal de Gerenciamento de Emergência pelo enfrentamento da situação: "Você está fazendo um ótimo trabalho - o mundo está assistindo! Esteja a salvo", disse, em publicação direcionada ao chefe da entidade, Brock Long. Trump também disse que estava monitorando o furacão de perto. "Não deixamos nada ao acaso. Governos municipais, estaduais e federal trabalhando bem juntos!", acrescentou.

A expectativa da chegada do furacão Harvey levou dezenas de milhares de pessoas a buscarem abrigo no interior, na esperança de escapar da forte tempestade, que ameaçava não só a costa do Texas, mas uma grande extensão do estado, incluindo áreas que abrigam refinarias de petróleo, indústrias químicas e Houston, a quarta maior cidade do país.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS