• Bambuí, 11 de Dezembro de 2019

Tempestade Isaac deixa um morto e provoca retirada de 5 mil no haiti

Foto: G1
Uma menina de dez anos morreu e ao menos 5 mil pessoas foram retiradas no Haiti devido às fortes chuvas e aos ventos provocados pela tempestade tropical Isaac, que chegou neste sábado a Cuba após deixar o Haiti e a República Dominicana. A menina morreu com a queda de uma parede em sua casa, localizada em Thomazeau, informou o escritório de Defesa Civil. Embora sem especificar as áreas mais afetadas pelo fenômeno, a fonte indicou que a tempestade provocou a retirada de 5 mil pessoas durante a noite da sexta-feira, quando o país foi castigado por fortes chuvas que, segundo informações, deixaram uma boa parte do Oeste sem eletricidade. O Ministério de Obras Públicas informou que, com o apoio de companhias privadas de engenharia, enviou brigadas em várias regiões para retirar os destroços e desbloquear estradas e ruas. A situação pode piorar seriamente para os 400 mil desabrigados do terremoto de janeiro de 2010 que continuam vivendo sob tendas. Organismos estatais e ONGs preparam reservas de alimentos, água e outros víveres em caso de urgência. Na República Dominicana, quase 7.800 pessoas foram deslocadas devido à chegada do furacão. Desse total, apenas 1.190 estariam em abrigos oficiais, e deduz-se que o restante esteja na casa de parentes e amigos. Após a passagem por Haiti e República Dominicana, a tempestade prosseguia neste sábado (25) para Cuba, ameaçando chegar como furação no sul da Flórida. Segundo o Centro Nacional de Furacões (CNH), os ventos máximos sustentáveis de Isaac se mantiveram nas últimas horas nos 95 km/h, con rajadas mais fortes, enquanto se desloca para o noroeste do mar do Caribe a 22 km/h. O ciclone deve chegar ao extremo sul-oriental de Cuba no meio da tarde, com ventos máximos de 95 km/h e voltará ao mar pelo norte, informou o Instituto de Meteorologia cubano. Fonte: G1

Compartilhe:

COMENTÁRIOS