• Bambuí, 09 de Dezembro de 2019

Atlético é batido pelo Fluminense e perde invencibilidade no Horto

Foto: DolglMagnoas

Dois vacilos defensivos, pouca criatividade para furar a defesa rival e falta de pontaria em lances capitais. Os deslizes do Atlético contra o Fluminense, neste domingo, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, custaram caro, interromperam os 100% de aproveitamento no Independência neste ano, marcaram a primeira vitória do tricolor carioca contra o Galo no Horto em Brasileiros, e resultaram na primeira derrota alvinegra no estádio em 2017. Os cariocas venceram por 2 a 1, com gols de Henrique Dourado e Richarlison. Gabriel descontou para os atleticanos.
Com o resultado, o Galo ainda não venceu no Brasileirão após a disputa de duas rodadas. Antes de buscar a reabilitação e o primeiro triunfo, contra a Ponte Preta, no próximo domingo, em casa, o time comandado por Roger Machado volta as duas atenções para a Copa do Brasil. Na quarta-feira, o Atlético faz o seu primeiro embate das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Paraná, fora, às 21h45. Já o tricolor carioca é um dos líderes do Brasileiro após vencer os seus dois primeiros confrontos da disputa.
O Galo iniciou o jogo em cima. Fred era bastante acionado, principalmente para fazer o pivô e servir os atletas que vinham de trás. No entanto, apesar de não ter uma postura totalmente defensiva, o tricolor carioca jogava com as suas linhas defensivas bem próximas e dava poucos espaços para o ataque alvinegro. Cazares, principal articulador nas últimas partidas, buscava se movimentar, com infiltrações pelo meio e pela ponta, mas não obtinha sucesso.
Em algumas oportunidades, os donos da casa conseguiam boas jogadas com Otero e Fábio Santos, pela esquerda, e Marcos Rocha e Elias, pela direita. Com a defesa do Flu fechada, o Atlético apostava nos cruzamentos e nas bolas levantadas na área. Felipe Santana até assustou em uma cobrança de escanteio, mas foi só.
Em um chutão da zaga carioca, que ainda não tinha incomodado o goleiro Victor, Henrique Dourado dominou e lançou Richarlison. O atacante, ex-América, entrou na área e foi derrubado por Marcos Rocha. Na cobrança, Dourado colocou os visitantes em vantagem, aos 36 minutos da etapa inicial. Dois minutos depois, a zaga alvinegra vacilou, Henrique Dourado cruzou e Richarlison, de cabeça, ampliou o placar para o Fluminense.
Se tem Atlético em campo, tem emoção. Dois minutos depois, Cazares bateu escanteio e Gabriel, com uma cabeça forte, no meio do gol, diminuiu o placar, colocou o alvinegro no jogo novamente e inflamou a torcida atleticana. Cazares, após um chutaço de fora da área, quase empatou, com Cavalieri fazendo uma grande defesa. Mas não havia tempo para mais nada e os visitantes levaram a vantagem para o intervalo.
No segundo tempo, o técnico Roger tirou o volante Rafael Carioca e colocou Maicosuel, mandando o Atlético ainda mais para o ataque. O setor ofensivo começou a fazer mais tabelas e a levar mais perigo para o gol adversário. Otero e Fred tiveram boas chances para diminuir no início, mas erraram o alvo. Com o alvinegro mais aberto, o Flu explorava os contra-ataques e tinha em Henrique Dourado a sua arma mais perigosa. O centroavante quase ampliou e obrigou Victor a fazer uma grande defesa.
Maicosuel perdeu uma chance incrível, aos 17 minutos. Após receber um toque de Rafael Moura, na entrada da pequena área, ele chutou forte, mas a bola subiu demais. Depois dessa oportunidade incrível, o Fluminense conseguiu “cozinhar” o duelo, tocando a bola no campo de ataque e evitando as principais ações ofensivas dos donos da casa. O Galo, mesmo com Rafael Moura e Fred na área, não teve sucesso nas bolas alçadas. Elias ainda teve a chance de empatar no último lance, porém mandou para fora e o Galo teve que amargar a primeira derrota em casa em 2017.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS