• Bambuí, 15 de Dezembro de 2019

Mulher tem pescoço cortado, é torturada e estuprada por ex-companheiro

Foto: Ilustrativa/Reprodução

Um homem de 45 anos foi preso por estuprar, torturar e cortar o pescoço da ex-companheira em Lagoa Formosa, no Alto Paranaíba, após a mulher se recusar a reatar o relacionamento. Ele foi localizado nesta segunda-feira (17) ainda na residência da vítima.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, por volta das 06h10, duas pessoas, sendo uma delas parente da mulher, foram até o quartel e disseram que a dona de casa de 39 anos era mantida contra a sua vontade dentro do imóvel em que vive, localizado no bairro Novo Horizonte. Além disso, ele estava impedindo que qualquer vizinho ou familiar chegasse ao lote.

Militares deslocaram até o endereço indicado e encontraram manchas de sangue e um pano molhado na entrada da sala. No quarto, a vítima estava amarrada na cama totalmente desesperada. O suspeito, que estava no mesmo quarto dormindo, foi imobilizado e preso.

Aos policiais, a mulher contou que foi abordada na entrada do imóvel ainda na noite de domingo (16). Armado com uma faca, o ex-companheiro a levou para dentro do imóvel e, sob ameaças, exigiu que eles voltassem a se relacionar.

Diante da negativa, a vítima começou a levar chutes e murros na cabeça e no abdômen. Não satisfeito, o criminoso arrastou a ex para dentro do quarto e começou a estuprá-la por diversas vezes. As agressões e abusos sexuais duraram a madrugada toda.

Já quando o dia estava clareando, a vítima tentou sair do cômodo e, nesse momento, o homem afirmou: “vou te matar agora”. Em seguida, passou a faca no pescoço dela e provocou um corte. A dona de casa tentou acalmar o agressor dizendo que não precisava matá-la, uma vez que não tentaria fugir mais e não contaria para ninguém o que ele tinha feito.

Após ser preso, o suspeito foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos. A reportagem de O TEMPO aguarda um posicionamento da Polícia Civil para saber por quais crimes o bandido vai responder.

Ferimentos

A mulher foi socorrida com lacerações na vagina, fratura no braço esquerdo e nariz, um corte no braço e outro no pescoço. Ela foi encaminhada a um hospital de Patos de Minas, cidade vizinha, onde recebeu atendimento médico e ficou em observação. Ela não corre risco de morte. 


Compartilhe:

COMENTÁRIOS